IMG_9611O deputado Evair de Melo (PV/ES) acionou o Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES) para que a instituição adote medidas emergenciais de prorrogação das dívidas decorrentes da aplicação de crédito rural de suas linhas, voltadas para as atividades agropecuárias desenvolvidas no Espírito Santo.

A solicitação é que o BNDES autorize os agentes repassadores a prorrogar as parcelas de crédito rural de suas linhas vencidas e vincendas neste ano no Espírito Santo, devido as dificuldades financeiras enfrentadas pelos produtores rurais capixabas, decorrentes da forte estiagem nos últimos três anos. Além disso, as instituições financeiras que operam crédito no estado já estão prorrogando outras linhas de financiamento na mesma taxa de juros do contrato de crédito original.

No documento enviado à presidência do banco, no Rio de Janeiro, Evair destaca que as perdas nas principais atividades agrícolas no estado estão estimadas em R$ 3 bilhões, nos dois últimos anos-safra. O parlamentar quer assegurar aos produtores a prorrogação das parcelas vencidas e vincendas das linhas de crédito do BNDES e BNDES/Finame, nos mesmos termos e taxas anunciados, na última semana pelo Banco do Brasil e Banestes, para outras linhas de crédito.

“A situação é grave e requer a atenção de todas as instituições financeiras neste momento. Num esforço coletivo conseguimos a negociação com Banestes, Bandes e Banco do Brasil. São medidas emergenciais que vão trazer alívio e segurança para os produtores capixabas, que sempre tiveram credibilidade junto a esses bancos”, justifica Evair.

Fonte: Assessoria de imprensa do deputado Evair de Melo

Foto: Comunicação Lid/PV