A epidemia de zika já atingiu pelo menos 20 Estados brasileiros e tem se espalhado pela América Latina de maneira rápida e alarmante. As duas principais formas de prevenção ao zika – e às outras doenças causadas pelo Aedes aegypti, responsável por transmitir a dengue, o vírus da zika, o chikungunya e até a febre amarela – são acabar com os focos do mosquito (locais de água parada) e usar repelente para evitar a picada.

Uma boa limpeza na caixa d’água ajuda a evitar várias doenças, como a proliferação do mosquito Aedes aegypti. A limpeza é fácil e o próprio morador pode fazer ou então pode contratar alguém, mas o importante é fazer o serviço. Ao realizar a limpeza da caixa d’água é importante fazer a higiene e vedação corretamente. Com isso, evita-se a proliferação de diversos microrganismos e do mosquito da dengue. Dentre as principais doenças que a falta de limpeza pode provocar são a gastroenterites infecciosas, que é diarreia que pode ser causada por diversos tipos de bactérias, vírus ou parasitas. Neste grupo estão doenças como a cólera, que pode levar a desidratação grave. A falta de limpeza pode provocar também a hepatite A, que pode ser contraído pela ingestão de água contaminada; a esquistossomose, que é a doença do caramujo também pode ser adquirida quando há ingestão de água sem higiene. Se não identificado e tratado, o parasita pode causar infecção crônica. Já o mosquito que transmite a dengue gosta de água limpa para procriar e, também por isso, é fundamental manter a caixa d’água hermeticamente fechada, para que o mosquito não consiga entrar.

Cuide-se!

Confira o passo a passo
1 – Um dia antes da lavagem, feche o registro de entrada ou amarre a boia da caixa para esvaziar a caixa, evitando desperdício.

2 – No dia da limpeza é preciso deixar na caixa um palmo de água para o procedimento.

3 – Feche todas as saídas da caixa com um tampão ou pano.

4 – Lave as paredes, o fundo e a tampa da caixa com a esponja ou escova.

5 – Abra a saída da caixa, deixando escorrer toda a água de lavagem. Usando o balde e a pá de plástico remova todos os resíduos que restarem. Se necessário, deixe entrar água limpa para retirar a sujeira restante.

6 – Feche a saída de água e abra o registro ou desamarre a boia, deixando a caixa encher até a metade, em seguida feche a entrada novamente. Adicione água sanitária na seguinte proporção: caixas de 250-300 litros – 1 litro de água sanitária; de 500 litros – 1,5 litros; e de mil litros – 2 litros.

7 – Lave novamente as paredes e o fundo da caixa com a escova. Espere no mínimo 15 minutos para que o cloro da água sanitária tenha o efeito desinfetante na caixa d’água;

8 – Abra todas as saídas da caixa e as torneiras da casa, deixando toda a água da lavagem escorrer.

9 – Feche as torneiras da casa e deixe a caixa encher, abrindo o registro ou desamarrando a boia. Para evitar acúmulo de ar no encanamento, abra as torneiras novamente até que escorra água sem ar;

10 – O procedimento está completo. Marque em uma etiqueta a data da limpeza para você não esquecer de limpar novamente depois de seis meses.

Fonte: Sanessol com informações do G1

Foto: Bancada verde